Palestrante, consultor executivo Sérgio Dal Sasso

Palestrante, consultor executivo Sérgio Dal Sasso
Organização de empresas de A à Z - Gestão e treinamentos

sábado, 25 de setembro de 2010

O YETI

Autor: Luciano Pires
Fonte: www.lucianopires.com.br


Este artigo foi originalmente publicado em 2004. Após oito anos de governo Lula e diante do que anda acontecendo nesta véspera de eleição – especialmente com as ameaças à liberdade de imprensa - achei pertinente reproduzi-lo. Comparar o PT de 2010 com aquele de 2001 pode nos ensinar muito sobre a natureza humana.

Na minha viagem para o Everest, levei a esperança de encontrar o Yeti, o abominável homem das neves. Não vi o bicho, mas quando voltei li uma entrevista de Reinhold Messner, talvez o maior alpinista vivo, na revista Outside. Ele afirmava ter encontrado o Yeti mais de uma vez, e que o bicho era uma espécie de urso...

- Urso? Pô, mas que coisa mais sem graça!!

Toda aquela aura maravilhosa da lenda destruída em segundos! Um urso? Peludo, babão e fedido como qualquer outro?

- Que decepção!

No final da entrevista, questionado sobre estar matando a lenda, Messner disse:

- São necessárias três coisas para fazer um Yeti: um animal real, uma lenda e um ambiente selvagem. Se você tirar fora o ambiente selvagem do mundo, o Yeti desaparece. Se você colocar o Yeti num zoológico americano, ele será apenas um animal. Todas as nossas lendas reais nasceram num ambiente selvagem, mas ambientes selvagens não existem mais. Dessa forma, essas lendas maravilhosas vão desaparecer porque deixamos o ambiente selvagem morrer.

Pois diante da algazarra dos últimos dias, com os escândalos de corrupção, não pude deixar de fazer um paralelo com o PT.

Como o Yeti, o PT tinha a aura fantástica do bicho diferente, único, capaz de provocar nossa imaginação. Habitava o território selvagem da oposição.
Tinha gente que acreditava piamente nele. E gente que duvidava. E gente desconfiada. Aqui e ali apareciam indícios de que o bicho existia. Era o PT dos sonhos de milhões de brasileiros. A lenda da Utopia.
Mas um dia...
O território selvagem acabou. O PT ganhou o poder. Como o Yeti transportado para o zoológico, perdeu o encanto, revelando-se apenas como mais um animal. Peludo, babão e fedido como os outros animais.
Aquele PT idealizado, da lenda, infelizmente só existe no ambiente selvagem da oposição. Fora dos holofotes. Misterioso... Pouco exposto... Desconhecido...
No choque da fantasia com a realidade, como sempre, ganhou a realidade.
O PT no poder será, cada vez mais, apenas um bicho. Um urso. Como poderia ser um galo, um veado, um camelo, um cachorro, uma cobra... só pra ficar no Jogo do Bicho.
E isso é ruim? Não necessariamente. O urso é forte, bonito, poderoso, tem um monte de qualidades.

Mas pra quem esperava um Yeti, é uma grande decepção...

Nenhum comentário:

Postar um comentário